Em vigor há oito anos, a residência em cirurgia oncológica não é mais o único programa de ensino da instituição, que desde o ano passado conta também com a residência em oncologia clínica

Aconteceu no último dia 15 de março a solenidade de formatura da sexta turma de residência em cirurgia oncológica do Hospital do Câncer de Londrina (HCL). Estiveram presentes membros da Diretoria Executiva, do Conselho Gestor e do corpo clínico do HCL, além de familiares e amigos dos formandos.

Na ocasião, formaram-se o Dr. Rafael Neiva de Azevedo e a Dra. Stephanie Pedrazza.

Durante fala, o presidente do HCL Francisco Ontivero, o administrador geral Edmilson Garcia e a gestora de Ações Estratégicas e Projetos parabenizaram os formandos e destacaram a importância de sua atuação enquanto médicos e promotores da saúde no combate ao câncer e no serviço à sociedade.

Também marcaram presença na solenidade o Diretor Clínico do HCL, Dr. Jesus Roberto Ceribelli, o coordenador da Comissão de Residência Médica (COREME) do HCL, Dr. Jorge Mali Jr., o supervisor da COREME/HCL, Dr. Anselmo Nunes Duarte, o chefe da especialidade de cabeça e pescoço, Dr. Antonio Amarante Neto, e demais membros do corpo clínico da instituição.

Para Dr. Jorge Mali, a formatura da sexta turma de residência em cirurgia oncológica do HCL, atesta o reconhecimento do programa e da própria instituição a nível nacional.

“Médicos de todo o Brasil ingressam em nosso programa de residência. Isso revela que estamos no rumo certo, inserindo definitivamente o ensino na missão do HCL. E tudo isso só foi possível graças ao apoio incondicional da direção do hospital, de seus funcionários e do corpo clínico”, afirma.

Segundo o coordenador, a atenção e os constantes investimentos e esforços empregados no desenvolvimento da educação médica são importantes não somente para o hospital, mas principalmente para a comunidade, já que resulta na formação de especialistas para o combate ao câncer, doença que configura a segunda causa de mortalidade do Brasil.

Além disso, os programas de ensino e residência são um método eficaz de aprimorar a qualidade da assistência oferecida ao paciente e de capacitar o profissional médico a realizar os atendimentos e procedimentos necessários.

“O ensino e a educação médica sempre alavancam progressos. No caso do HCL, também agregamos o conceito de humanização na formação do especialista no tratamento do câncer, o que, certamente, resultará em uma série de benefícios”, pontua.

Residência em oncologia cirúrgica

Iniciada há oito anos, a residência em oncologia cirúrgica do HCL é um curso de pós-graduação lato sensu de caráter teórico-prático aprovado, fiscalizado e periodicamente avaliado segundo as normas da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Todo o programa é supervisionado por preceptores de cada uma das áreas abordadas: Cirurgia Abdomino-pélvica; Cirurgia Torácica; Ginecologia Oncológica; Mastologia; Cirurgia de Cabeça e Pescoço; Cirurgia de Pele e Tecido Conectivo; Urologia; Cirurgia Plástica e Reconstrutora; e Cirurgia Ortopédica.

Nos dois primeiros anos de residência, os médicos fazem rodízio trimestral em cada uma das áreas referidas. Já no terceiro e último ano, o rodízio é focado nas áreas de cirurgia Abdomino-pélvica, de Cabeça e Pescoço, de Ginecologia e de Mastologia.

Assim, ao final do programa, os médicos residentes estarão habilitados a prevenir, diagnosticar, estadiar, tratar e realizar acompanhamento posterior ao tratamento a todos os principais tipos de tumores malignos sólidos, além de atuar também na reparação cirúrgica de possíveis sequelas.  

A residência em oncologia cirúrgica do Hospital do Câncer de Londrina conta com duas vagas abertas anualmente. O pré-requisito para candidatura ao programa é a realização de dois anos de residência em Cirurgia Geral em instituição devidamente credenciada pela CNRM.

Novidade

Em 2017, o Hospital do Câncer de Londrina publicou o edital de residência médica 2017/2018 e a novidade foi a abertura do programa de oncologia clínica, também com duração de três anos. A partir daí, a instituição passa a ofertar quatro vagas de residência anuais – duas para cirurgia oncológica e duas para oncologia clínica.

“Com este passo, ampliamos nossa área de ensino com a formação de especialistas em oncologia clínica, especialidade importante no tratamento multimodal do câncer, já que a quimioterapia se mostra presente em todas as fases do tratamento oncológico, do pré-operatório ao suporte paliativo”, explica Dr. Jorge Mali.

Para o médico, a presença do ensino cada vez mais forte e a inclusão de novos programas de residência também reforçam o protagonismo da instituição enquanto centro de alta complexidade no tratamento do câncer.

O coordenador destaca ainda que a inclusão do novo programa só foi possível graças à união de esforços da COREME/HCL, da direção do hospital e dos coordenadores do serviço de Oncologia Clínica, representados pelo Dr. Cássio José de Abreu.

O processo seletivo para a residência 2017/2018 foi realizado em novembro e o resultado final publicado em dezembro. Para o programa em cirurgia oncológica, os aprovados foram os médicos Lucas Tolentino e Renan Menolli. Já os aprovados na residência em oncologia clínica foram as médicas Tassiara da Silva e Mariana Piovesana.

Os residentes já iniciaram os trabalhos e foram recebidos recentemente pelo Diretor Médico-Técnico do HCL, Dr. Claudio Camacho.

Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...
Formatura da 6ª...

Texto e fotos: Assessoria HCL