Sexta, 11 24th

Last updateQui, 23 Nov 2017 5pm

Certificação na área médica é tema de encontro em Londrina

Acreditação é tendência no setor da saúde e será abordada nos dias 25 e 26 de abril

O Grupo SALUS – Saúde Londrina União Setorial promove o II Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde, nos próximos dias 25 e 26 de abril. Na ocasião, especialistas na área de gestão da saúde discutem a importância da acreditação, uma certificação voltada para o setor da medicina, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

 Os palestrantes apresentam casos de sucesso e mostram como a certificação pode transformar a realidade das instituições que realizam atividades relacionadas à saúde, como clínicas, consultórios, ambulatórios, operadoras de saúde, laboratórios, hospitais, entre outras.

De acordo com Hertha Leitão Neves, coordenadora do II Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde, a expectativa é positiva. “A adesão está sendo muito boa. Acreditamos que o evento reafirma o compromisso do Grupo SALUS, que é consolidar Londrina como um centro de referência na área da saúde.”

Ela acrescenta ainda que a certificação é um caminho sem volta e atende as necessidades dos pacientes, cada vez mais exigentes e conscientes de seus direitos.

Simone Millan, consultora do Sebrae/PR, entidade  integrante do Grupo SALUS e apoiadora do evento, explica que o objetivo do encontro é sensibilizar os profissionais da saúde para a importância da qualidade na prestação de serviços e certificação do setor, gestão de risco e sustentabilidade das organizações da saúde.

 A acreditação, na opinião de Simone Millan, promove a implantação de um processo permanente de avaliação e de certificação da qualidade dos serviços de saúde. “A cultura da qualidade deve fazer parte do cotidiano da comunidade médica. Nesse sentido, a certificação é o reconhecimento oficial de um trabalho focado na excelência e só valoriza a instituição e seus profissionais”, avalia.

Segundo Antonio Caetano de Paula, presidente da Associação Médica de Londrina (AML), à medida que a acreditação é discutida, ocorre, naturalmente, o despertar da curiosidade e a procura pelo conhecimento mais aprofundado sobre o assunto. “As pessoas começam a pensar e a discutir sobre o tema e sobre os meios para se adquirir a certificação, isso faz com que os padrões de atendimento em saúde se elevem, tornando a prática médico-assistencial mais segura”, afirma.

Acreditação

A acreditação é uma certificação voltada para a melhoria contínua dos serviços prestados na área da saúde, sem finalidade de fiscalização ou controle e atua em duas frentes principais. A primeira é na resolutividade, o que significa resolver o problema do paciente de forma mais rápida e possível. E a segunda é a minimização de riscos.

O sistema brasileiro de acreditação é dividido em três estágios: nível 1, nível 2 e nível 3. O primeiro demonstra que a instituição apresenta requisitos básicos de qualidade assistencial e segurança para o paciente. O nível 2  caracteriza a adoção do planejamento na organização e, o último, comprova que a instituição está dentro dos padrões de excelência, utilizando indicadores para avaliação de resultados. Para conseguir o nível desejado, é necessário que todas as áreas da instituição tenham atingido o mesmo estágio.

Diferente de outras instituições de certificação, a acreditação da ONA não é focada apenas nos processos, mas na excelência da execução dos procedimentos. Para alcançá-la, a instituição deve apresentar uma integração harmônica entre todas as áreas - médica, tecnológica, administrativa, financeira e assistencial - e trabalhar continuamente para a sua manutenção.

Para Antonio Caetano de Paula, a acreditação oferece benefícios para as empresas da área médica e para os pacientes. “Quando existe uma padronização nas atividades, temos menor possibilidade de enganos, o que faz com que as empresas sejam mais respeitadas pela sua qualidade e que os pacientes sejam atendidos com maior segurança”, observa.

O presidente da AML acrescenta que, em Londrina e região, o processo de acreditação está sendo implantado de maneira organizada.  Segundo ele, todo processo novo demanda investimentos e, em contrapartida, os recursos são escassos porque os hospitais do norte paranaense já apresentam uma qualidade muito boa. 

“Este fator pode dificultar mais um pouco o aporte de recursos para a finalidade da acreditação. O que nos tem alentado é que os hospitais Antonio Prudente, Araucária, Evangélico e Santa Casa de Londrina, além da Santa Casa de Cambé e do Hospital São Rafael de Rolândia, estão interessados no assunto. Isto pode fazer acontecer uma onda de otimização de todo o sistema, tornando melhores as condições de trabalho, de atendimento, de segurança e da saúde como um todo na região norte do Paraná”, declara Antonio Caetano de Paula.

Como participar

A programação do evento é extensa e inclui palestras, mesas-redondas e apresentação de casos de sucesso. No dia 25 de abril, as atividades iniciam às 19h30 e se estendem até as 22h50. No dia 26 de abril, a programação começa às 8h30 e segue até as 18 horas, com intervalo para o almoço das 12 às 14 horas.

O Encontro será realizado no campus da Universidade Norte do Paraná (Unopar), que fica na Rodovia Celso Garcia Cid, Km 377. Mais informações no telefone (43) 3341-6033.

O público-alvo do evento são médicos, profissionais da saúde, administradores, gestores, proprietários dos estabelecimentos da saúde e educadores.

O valor da inscrição individual é R$ 80 até o dia 10 de abril. Após essa data, o valor é R$ 100.

Palestrantes

Na quinta-feira, dia 25 de abril, Renato Camargo Couto, da Fundação Unimed, profere a palestra “Qualificação hospitalar com foco na segurança do paciente e nos resultados operacionais”. Após a palestra haverá uma mesa-redonda presidida por Luiz Soares, do Hospital Evangélico de Londrina (AEBEL).

Nairson de Oliveira, coordenador na área de saúde da certificadora alemã Germanischer Lloyd (GL) e membro efetivo do comitê técnico da ONA, irá proferir, no dia 26 de abril, a partir das 8h30, a palestra “Gestão de risco na acreditação”.

Às 10h10 será a vez de Mario Vrandecic apresentar o caso do Hospital Biocore, de Minas Gerais. Na sequência haverá uma mesa-redonda comandada pelo por Fahd Haddad, da Irmandade Santa casa de Londrina (ISCAL).

O professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), Rubens Mazzali, aborda, às 14 horas, a “Sustentabilidade das organizações da saúde”.

Marissol Domingues Muro, do Conselho Regional de Farmácia, e Vânia Mari Salvi Andrzejevski, do Hospital Erasto Gaertner, apresentam, às 15h40, o caso “Gestão de risco e farmácia hospitalar e análises clínicas”.

Histórico

O Grupo SALUS – Saúde Londrina União Setorial é fruto da cooperação entre agentes representativos do setor de saúde de Londrina e Região, mobilizados para o fortalecimento da cidade como marca de excelência em saúde. Aproximados por uma iniciativa do Sebrae/PR e da AML, que realizou em 2009 uma análise de ambiente do setor, o SALUS vem discutindo temas de importância no segmento e realizou um planejamento estratégico para traçar ações que resultem em maior satisfação do usuário e, consequentemente, maior projeção dos prestadores de serviços.

O Grupo SALUS é formado pelo Sebrae/PR, AML, Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos da Saúde de Londrina e Região (Sinheslor), ISCAL, Sindicato dos Laboratórios, Clínicas do Paraná, Instituto Nacional de Desenvolvimento da Saúde e da Ecologia (INDESE), Hospital São Rafael, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Unimed, Laboratório Oswaldo Cruz, Unopar, Hospital do Câncer de Londrina, Associação de Odontologia do Norte do Paraná (AONP), Hospital Universitário, AEBEL, Hospital Araucária e Associação de Desenvolvimento Tecnológico de Londrina e Região (ADETEC).

fonte:http://www.pr.agenciasebrae.com.br/noticia/20133371/acesso-ao-mercado/certificacao-na-area-medica-e-tema-de-encontro-em-londrina/
Você está aqui: Home O Hospital Notícias Certificação na área médica é tema de encontro em Londrina