Central de atendimento:
(43) 3379-2600
Central de doações:
(43) 3343-3300 | (43) 99998-3300
pten

 

Notícias HCL

  • SOBRE O HOSPITAL
  • Notícias
  • COMUNICADO: Medidas de contingência - COVID-19

COMUNICADO: Medidas de contingência - COVID-19

Atualizado em 23 de junho de 2020, às 9:47

Desde o início de março, o Hospital do Câncer de Londrina tem envidado esforços para enfrentar a pandemia do novo coronavírus de forma a proteger sua equipe e seus pacientes.

Para isso diversas medidas foram adotadas, dentre elas, a suspensão de visitas, regras mais rigorosas para permanência de acompanhantes e, principalmente, a triagem de toda e qualquer pessoa antes do acesso ao ambiente hospitalar.

Além disso, foram designadas áreas exclusivas para o isolamento de pacientes considerados suspeitos durante o processo de triagem e para aqueles que necessitem de atendimento em nossa instituição.

Também montamos uma Unidade de Terapia Intensiva com oito leitos exclusivos para atendimento desses pacientes suspeitos ou confirmados, ainda que não tenha sido garantida a remuneração por parte da Autarquia Municipal de Saúde.

Embora não sejamos referência para tratamento da doença COVID-19, entendemos que era necessário nos preparamos para receber pessoas que já faziam tratamento oncológico conosco, e que apresentassem sintomas suspeitos. Com essa estrutura, estamos aptos a atender esses pacientes em eventuais ocorrências, garantindo-lhes a plena assistência.

Desde o início da pandemia, 49 pacientes passaram pela unidade de internação COVID aguardando transferência para o hospital referência. Todos são testados para a doença e, nesta semana, tivemos quatro casos positivos, sendo que três deles foram transferidos e um permanece internado na instituição.

Além disso, de um total de 1.082 colaboradores, 33 testaram positivo e destes, 21 permanecem afastados.

Todos esses colaboradores foram afastados e seguem em isolamento domiciliar sendo monitorados por nosso Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), ressaltando que, desde o início da pandemia já tivemos 334 casos suspeitos e afastados preventivamente neste período. Os testes seguem sendo realizados sempre que o quadro indicar suspeição. Assim que o profissional apresenta os sintomas na triagem, é encaminhado ao SESMT e afastado de suas funções até a realização do teste e saída do resultado. 

Não é possível determinar se as pessoas contraíram o vírus em nossa instituição. Mesmo tomando todas as medidas necessárias para evitar o contágio internamente, inclusive afastando colaboradores que possuem duplo vínculo, existem muitos casos assintomáticos, o que não nos permite ter 100% de assertividade.

Importante ressaltar que, desde o início de março, nosso hospital empregou o máximo esforço para manter-se abastecido em termos de insumos, recursos e, principalmente, Equipamentos de Proteção Individual. Em momento algum houve falta desses materiais. 

Nossas equipes também não economizaram em planejamento e criação de novos protocolos, processos, recomendações e na realização de treinamentos.

Infelizmente, estar na linha de frente é estar sujeito. 

Em face de todo esse cenário e dos primeiros casos positivos em nossa instituição, definimos a partir de hoje (22/06/2020) e por tempo indeterminado:

1. O referenciamento do Pronto Atendimento para a Central Municipal de Regulação de Leitos. A medida visa diminuir o fluxo na unidade que é a principal porta de entrada de casos suspeitos. O atendimento aos pacientes oncológicos do HCL, vindos de forma independente, continuará a ser realizado normalmente. 

2. A suspensão de cirurgias consideradas eletivas e cirurgias não oncológicas. Serão mantidas cirurgias de urgência e emergência, cirurgias pediátricas e cirurgias para acesso venoso. Cada caso passará por nova análise devido aos riscos envolvidos neste momento, considerando ainda a dificuldade em reabastecimento de insumos, principalmente para procedimentos de sedação. Os pacientes cujos casos sejam candidatos a postergação receberão contato do hospital a respeito do adiamento do procedimento. 

3. A diminuição de atendimentos ambulatoriais (consultas, exames, serviços multiprofissionais) visando diminuir o fluxo de pessoas na instituição. Isso se dará com base na avaliação da equipe médica de quais casos podem ser postergados sem que haja prejuízos terapêuticos. Todos os pacientes que se encaixarem nos critérios de adiamento serão devidamente contatados.

Os demais serviços seguem sendo realizados com medidas de contenção, uma vez que o tratamento oncológico, em geral, não admite interrupções sob o risco de comprometer o resultado do tratamento. Por esta razão providenciamos áreas de isolamento em todos os serviços (Unidades de Internação, Quimioterapia, Radioterapia, Assistência Social, Farmácia Ambulatorial, Pronto Atendimento e Pediatria) para que pacientes com sintomas sugestivos de infecção pelo novo coronavírus não tenham contato com os demais pacientes, evitando assim eventual transmissão do mesmo.

Com isso, reforçamos ainda a extrema importância de que os pacientes que estejam em tratamento, e que não forem contatados pelo hospital para suspensão de procedimentos, continuem a comparecer nos dias e horários agendados. É importante que estejam munidos de máscara e que respeitem as orientações de distanciamento e etiqueta respiratória.

--

Diretoria Executiva

Conselho Gestor

Hospital do Câncer de Londrina

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(43) 3379-2600

CENTRAL DE DOAÇÕES

(43) 3343-3300
 (43) 99998-3300

ONDE ESTAMOS

Rua Lucilla Ballalai, 212
Londrina-PR
CEP: 86015-520

REDES SOCIAIS

Copyright © 2018 HCL - Hospital do Câncer de Londrina. Todos os direitos reservados.