Central de atendimento:
(43) 3379-2600
Central de doações:
(43) 3343-3300 | (43) 99998-3300
pten

 

Notícias HCL

  • SOBRE O HOSPITAL
  • Notícias
  • Audiência pública debate doação de terreno para o HCL

Audiência pública debate doação de terreno para o HCL

O local abrigará uma unidade de prevenção e diagnóstico precoce, além de um centro de Cuidados Paliativos.

Aconteceu na noite de ontem (17), na Câmara Municipal de Londrina, uma audiência pública para discussão do Projeto de Lei 117/2019, que prevê a doação de um terreno para o Hospital do Câncer de Londrina (HCL).

No local, que possui mais de 27 mil metros quadrados, o HCL pretende construir uma Unidade de Prevenção e Cuidados Paliativos, com 60 leitos, consultórios de especialidades médicas, posto de coleta laboratorial e equipamentos para diagnóstico precoce. 

Estiveram presentes na audiência diversas autoridades públicas, representantes de entidades, amigos, pacientes e colaboradores do HCL, além de membros da sociedade civil organizada.

Compuseram a mesa, representando o hospital, Mara Rossival Fernandes, diretora de Ações Estratégicas e Projetos; e Francisco Ontivero, presidente; além da Gerente de Planejamento Físico Territorial do IPPUL, Caroline do Nascimento Beneck; do chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Londrina, Tadeu Felismino; e dos vereadores da comissão de Justiça, Legislação e Redação da Câmara Municipal de Londrina, José Roque Neto, Jairo Tamura e Gerson Araújo.

Durante a sessão, o presidente da Comissão de Justiça, Legislação e Redação, vereador José Roque Neto (PL), explicou que a audiência pública é uma exigência legal para a instalação de empreendimentos do porte da Unidade de Prevenção e Cuidados Paliativos que o Hospital do Câncer pretende construir no terreno que hoje pertence ao município. 

A área em questão fica localizada na esquina das ruas Pastor Pedro de Toledo com Fernando Luiz Massaro, no loteamento Paysage Terra Nova, na região da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), zona leste de Londrina. 

Para a diretora Mara Fernandes, levar o projeto à Câmara Municipal de Londrina é o início da concretização de um sonho, que começou a ser desenhado há cinco anos.

Fernandes ainda ressaltou a importância de um empreendimento como este para que Londrina siga sendo protagonista na área da saúde. “Nós queremos ser pioneiros e mostrar ao Brasil que investir em prevenção e em diagnóstico precoce é a melhor forma de termos um sistema de saúde sustentável do ponto de vista financeiro, já que o objetivo é investir os recursos nos estágios iniciais da doença, quando temos mais chances de cura”, afirmou.

Segundo Nivaldo Benvenho, membro da Diretoria Executiva do HCL, atualmente, um paciente que chega ao hospital nos estágios 3 e 4 da doença custa cerca de 40 mil reais, mas, se for diagnosticado nos estágios 1 e 2, o montante pode cair para menos da metade. 

A unidade contará ainda com um centro de Cuidados Paliativos para receber pacientes em cuidados de fim de vida. Atualmente, No Brasil, as atividades relacionadas a Cuidados Paliativos ainda precisam ser regularizadas na forma de lei. Mesmo assim, o HCL já possui um serviço consolidado, que será ampliado de 09 para 60 leitos com a construção do novo centro.

No momento, o estudo encontra-se em fase de análise e o hospital aguarda os próximos passos.


Texto: Assessoria HCL com ASCOM/CML 
Fotos: CML/Imprensa/Devanir Parra

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(43) 3379-2600

CENTRAL DE DOAÇÕES

(43) 3343-3300
(43) 99998-3300

ONDE ESTAMOS

Rua Lucilla Ballalai, 212
Londrina-PR
CEP: 86015-520

REDES SOCIAIS

Copyright © 2018 HCL - Hospital do Câncer de Londrina. Todos os direitos reservados.